Nathalia Feerique

Blog: NFeerique

” Com musica nos pés e poesia nas mãos essa jovem bailarina dança entre palavras e emoções construindo um mundo próprio de luz e som onde nossos maiores medos nos espreitam em cada sombra enquanto no céu se desenham as mais belas imagens. Acredita em Deuses e Semi-Deuses e na importância das histórias e lendas. Sacerdotisa das letras, já utilizou seu dom para nos encantar e nos fazer correr e agora aguarda, entre a pena e o piano, o compasso certo para aparecer novamente nos palcos da literatura nacional. “

Willian Ricciardi


Caros Gladiadores, assim como todos os grandes guerreiros tem um ponto fraco, eu também o tenho e, no meu caso, esse ponto é falar de mim mesma.E agradeço ao Will, pelo lindo texto, que me fez ter inspiração pra isso…

Acho que sempre estive na Arena, simbolicamente falando, pois desde pequena gosto muito de ler.

Nos primeiros livros foi que afiei minhas armas editando frases e lhes dando meu próprio sentido especial. Cresci. Nesse meio tempo a fúria de minha caneta editora diminuiu, mas outra fúria, por vezes muito mais poderosa, tomou conta de mim. E, não só a fúria, mas também a paixão, a sensualidade e o terror emanados das palavras de Anne Rice e Bram Stoker encheram meu mundo com sonhos e pesadelos. Álvares de Azevedo e Edgar Allan Poe também estavam lá, escondidos nas trevas de minhas origens, mas se por um lado as trevas avançavam sobre meu imaginário, as luzes também me acompanhavam a cada conto de fada lido, a cada fantasia vivenciada nas palavras de um bom livro.

Hoje em dia, além dos vampiros, muitas outras criaturas mostram suas presas em minha estante, sendo a maioria originada por escritores brasileiros, fantásticos por natureza e, com eles, vive meu imorredouro apoio!

Não sei o que mais posso falar de mim…

Apaixonada pela era Vitoriana, acho que nasci no século errado, e gostaria muito de ter pelo menos um gostinho de como é que se foi viver lá…

Faço dança desde pequena, adoro dragões e gatos e, na impossibilidade de ter um dragão, tenho como companheira o bicho mais mal humorado existente entre os felinos, a Pandora.

Paixões essas, que ficam atrás da literatura, que penso eu, vão sempre me acompanhar…

Bom, é isso…

E que a Arena lhe dê boas lutas ao lado de grandes Gladiadores.


Obras que o autor participou:

Antologia: Palavras VeladasSublime Esfera
Antologia: Marcas na ParedePara Sempre a Morte do Cisne

Pedaços de contos

“Teve vontade de dançar. Aproximou-se de uma das paredes para ver seu reflexo. As sapatilhas brancas de cetim estavam rasgadas, a fita havia desfiado, a saia de tule azul fora despedaçada e combinava com a meia-calça fina, toda suja.
De repente, o reflexo revelou algo que atravessava o corredor. Assustada, ela perdeu o equilíbrio e caiu contra o espelho, que se estilhaçou.”

Para Sempre a Morte do Cisne

. . .

Do céu, observava e sonhava.
E em cada entardecer, se efervescia;
Por mais uma noite que se anunciava,
E de escuridão e lua, o mundo se inundava.”

Sublime Esfera

. . .

E-mail

Nathalia.feerique@yahoo.com.br

Orkut

Skoob

Twitter

Facebook

Anúncios

Uma resposta em “Nathalia Feerique

  1. Pingback: Sumida! « Ficção Científica versus Realidade

Os comentários estão desativados.