Impressões do Curso de Pesquisa Literária

 

No último final de semana, dia 20 de novembro, terminou o curso “A Arte da Pesquisa Literária” pelo escritor e jornalista Sérgio Pereira Couto na editora Terracota, situada na Avenida Lins de Vasconcelos.

Durante esse tempo foram vinte aulas em todos os sábados, junto com os feriados prolongados, como no último sábado, dia da consciência negra.

Uma coisa que todo autor iniciante deve saber, é a importância da pesquisa para fonte de informação na hora de escrever contos e romances. Têm de tudo em jornais, revistas, livros, documentários, também temos as redes sociais, fóruns, enciclopédias, blogs e sites diversos. Quando você escreve um romance, você mostra para o leitor à qualidade da obra literária, isso é verossimilhança.

O curso teve uma base teórica interessante, exceto quando algo acontecia, de um dia ficar sem luz, ou de um estojo ou caneta voar na cabeça de um aluno. É uma pena um curso assim terminar com poucos alunos.

Em um conto temos a trama, com a motivação de poucos personagens e um desfecho. Na construção de um romance a pesquisa é mais detalhada, temos que aprofundar em um conhecimento de diversas fontes. Na estrutura de um romance temos a sinopse, os personagens, desenvolvimento da ação, clímax e o desfecho. O essencial é que o personagem tenha empatia com o leitor.

Temos técnicas comparativas e dramáticas para construção de personagens, vimos também como escrever um final enigmático, o processo de revisão onde vemos a estrutura, os detalhes, leitura em voz alta e revisão geral.

Sérgio sugeriu atividades no curso de criatividade, onde cada aluno escreveu contos e sinopses. Três trabalhos foram passados, onde a pesquisa foi exigida por parte de um dos livros do jornalista.

O autor tem de pesquisar o gênero, o mercado, quais livros são vendidos no momento. São definidos os detalhes da pesquisa e o resumo da história. O desenvolvimento, a técnica narrativa é a parte mais importante, tendo um ponto de vista. É feita revisão técnica detalhada, uma leitura critica pelo avaliador, uma apresentação para o plano de marketing, lançamento e divulgação com os editores.

O curso foi de grande valia e isso vale para jovens autores que querem escrever um romance. Realmente o trabalho é duro, tem que pesquisar correr atrás para ter a sua primeira publicação literária.

 É importante também quando tiver oportunidade, fazer cursos como esse para reciclar e elaborar outras formas de escrever um livro. Tem cursos oferecidos pela editora Terracota ou também em outros lugares, basta pesquisar!

 

Rogério H.P Pontenegro

Anúncios

2 respostas em “Impressões do Curso de Pesquisa Literária

  1. Rogériooooooooooooooooooooo
    meu colega de classe mais fiel, o curso já está nos fazendo falta né? Apesar de canetas voadoras, britadeiras barulhentas, o fantasma da terracota e outros fatores estranhos, podemos afirmar que o curso nos foi de grande ajuda e que saímos de lá no mínimo com uma carga maior como escritores. É sempre bom contarmos com cursos como esse tanto para aprendermos coisas novas como para nos reciclar. To com saudades Ro. beijos e parabéns pelo post.

  2. O Sergio é um dos pesquisadores mais competentes que eu conheço, falando em termos gerais. E olha que como historiadora, conheço um monte deles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s